Fungo em animais, como tratar? - Clima e Saúde
176
post-template-default,single,single-post,postid-176,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-10.0

Fungo em animais, como tratar?

Quem tem animal de estimação sabe dos cuidados básicos para manter o pet bonito e saudável. O que poucos sabem é que fungos em animais e até carrapatos são mais comuns do que se pode imaginar. Normalmente, cães e gatos são facilmente atingidos por essas doenças chamadas de dermatofitoses, ou micoses, e que podem atingir os seres humanos também.

Hoje em dia é muito comum o animal tomar banho no pet shop, mas só a secagem realizada no local pode não ser o bastante. Além disso, cães e gatos que moram em apartamentos não tem espaço como um jardim para tomar sol após o banho e algumas regiões como orelhas, cauda, face e barriga podem sofrer com a alta umidade.

O que muita gente não sabe é que a umidade em excesso faz tão mal quanto a falta dela. Os fungos precisam da umidade relativa do ar elevada, acima dos 70% para sobreviverem e se proliferarem. Os micro-organismos se escondem em carpetes, tapetes e almofada e se alimentam de pele morta. Fatores como alta temperatura e umidade da pele do animal também contribuem para o aparecimento de fungo em cães e gatos.

Além do aparecimento de fungos, doenças respiratórias em animais, também afetam os cães e gatos. O que pode provocar esses problemas são alguns tipos de fungos, bactérias ou vírus que estejam no corpo do animal e também os ácaros. Pneumonia, bronquite, alergias, edema pulmonar, asma, ruptura na traqueia e até lesões pulmonares costumam gerar falta de ar e complicações nos pulmões.

Para prevenção é ideal o emprego de um desumidificador de ar que controla a umidade do ambiente e livra o ambiente de impurezas, trazendo bem-estar ao seu melhor amigo!

A umidade controlada inibirá a presença de outros insetos, como ovos de pulgas presentes no ambiente, pois as mesmas precisam de umidade alta para proliferação. Além disso, para os cães e gatos que sofrem com doenças respiratórias, o equipamento trará a qualidade do ar, principalmente para os que tem dificuldade de respirar devido ao focinho achatado.

Se o seu amiguinho sofre com fungos, é importante ressaltar que só o veterinário poderá tratá-lo da maneira correta. Para ajudar na recuperação, evite a exposição do animal a ambientes que possam reunir outros pets contaminados e limpe bem os pertences que o animal tem contato frequente.

Gostou dessa dica? Consulte um de nossos consultores para indicação da melhor solução em desumidificação

Surgiu alguma dúvida? Fale conosco